A mulher e o períneo

10/06/2012

Incontinência Urinária de Urgência

Filed under: Incontinência Urinária, Incontinência Urinária de Urgência — A mulher e o períneo @ 4:56 pm

Olá, agora vamos conversar sobre a Incontinência Urinária de Urgência (IUU).

Antes de qualquer coisa é necessário definir o que é URGÊNCIA.
Bom, urgência é caracterizada por uma vontade repentina e intensa de urinar, ou seja, de repente a pessoa sente uma vontade muito forte de urinar que necessita ir correndo ao banheiro. Antes disso não estava sentindo nada.

Mas porque isso acontece?

 

 

 

 

 

 

 

 

Vamos recordar o funcionamento da bexiga. O músculo que constitui a bexiga chama-se detrusor e está relaxado durante a fase de enchimento. Os rins formam urina constantemente e a mandam para a bexiga, que funciona como um reservatório até o momento de urinar. A bexiga, relaxada, se distende até atingir uma capacidade tal que os receptores presentes dentro dela mandam infomação que está cheia e a pessoa sente vontade de urinar. Durante esse período os músculos periuretrais estão contraídos. Quando vamos urinar relaxamos o assoalho pélvico e o músculo detrusor contrai expulsando a urina.

 

 

 

 

A urgência miccional acontece quando, por algum motivo, o músculo da bexiga contrai fora de hora, durante a fase de enchimento. Nesse momento a pessoa sente uma vontade repentina e intensa de urinar. Caso consiga chegar ao banheiro a tempo considera-se um episódio de urgência. Mas se perder urina no meio do caminho denomina-se um quadro de urge-incontinência ou incontinência urinária de urgência.

 

 

 

 

 

Outra denominação muito utilizada para a Incontinência Urinária de Urgência é Bexiga Hiperativa.  Isso porque o detrusor, que é o músculo da bexiga está contraindo de forma descontrolada. Está hiperativo – é a chamada hiperatividade detrusora.

bexiga hiperativa com fonte

 

 

Para entender melhor o que acontece vamos revisar o controle da bexiga. Lembre-se que conforme a bexiga vai enchendo os receptores presentes dentro dela mandam informação desse enchimento pra medula. Quando somos bebês, após certo grau de distensão da bexiga, essa informação chega até a medula e de maneira reflexa ocorre relaxamento de períneo e contração do detrusor, com esvaziamento da bexiga. Conforme vamos sendo educados para controlar o ato de urinar, esse acontecimento deixa de ser reflexo e a informação sobe até o cérebro. Começamos a decidir desde então qual é o melhor momento para urinar e o cérebro passa a mandar informação para a medula, controlando a micção através de dois sistemas – o simpático e o parassimpático. Durante a fase de enchimento, quando o detrusor está relaxado e os músculos periuretrais estão contraídos, o sistema parassimpático está sendo inibido pelo cérebro e o simpático está atuando. Quando decidimos urinar o sistema parassimpático passa a atuar, com consequente relaxamento dos músculos periuretrais e contração do detrusor.

 

micção com fonte

 

Na bexiga hiperativa essa inibição do sistema parassimpático não ocorre de maneira eficaz, ocorrendo contrações do detrusor durante a fase de enchimento, denominadas contrações não inibidas do detrusor.

A incontinência Urinária de Urgência tem como principal característica a urgência miccional seguida de perda de urina. No entanto geralmente está associada com outros sintomas, os quais estão descritos abaixo:

 

 

FREQUÊNCIA URINÁRIA AUMENTADA

banheiro

A Sociedade Internacional de Continência (ICS) considera normal urinar de 4 a 8 vezes por dia, o que consiste em ir ao banheiro mais ou menos a cada três horas. O ideal é que quando for urinar a bexiga esteja cheia. Lembrando que a capacidade de armazenamento da bexiga é de cerca de 400 a 500 ml.

Na presença de incontinência urinária de urgência é comum urinar várias vezes ao dia, com saída de pequena quantidade de urina a cada micção.

 

 

NOCTÚRIA

noctúria

Consiste no aumento da frequência urinária durante a noite. A ICS considera normal acordar para urinar até uma vez durante a noite. Mais do que isso já caracteriza frequência elevada. Importante saber aqui que durante o sono ocorre em nosso corpo aumento da excreção de vasopressina, que é um hormônio antidiurético, diminuindo a filtração no rim e a formação de urina. Por isso conseguimos passar muitas horas sem urinar quando estamos dormindo, o que não ocorre quando estamos acordados. A nocturia é caracterizada quando a pessoa acorda por causa da vontade de urinar, ou seja, estava dormindo. Não se considera noctúria quando a pessoa urina mais de uma vez à noite quando tem algum distúrbio do sono que a impeça de dormir, pois assim a excreção de vasopressina estará alterada devido à falta de sono e o enchimento da bexiga será maior.

 

ENURESE

enurese

Significa fazer xixi na cama.

Pode ocorrer uma contração não inibida do detrusor durante a noite, com consequente perda de urina.

Geralmente a IUU está relacionada à urgência miccional seguida de perda, com a associação desses sintomas (frequência urinária aumentada, noctúria e enurese). Isso, no entanto, não significa que todos estão SEMPRE presentes. Esses sintomas associados isoladamente também não caracterizam incontinência.

A Incontinência Urinária de Urgência muitas vezes ocorre concomitante à Incontinência Urinária de Esforço, sendo assim considerada INCONTINÊNCIA URINÁRIA MISTA.

Vamos continuar conversando sobre IUU no próximo post. Caso tenham alguma dúvida até aqui é só escrever.

Ótima semana a todos.

Blog no WordPress.com.